sexta-feira, 11 de maio de 2012

De punhos cerrados, de Pedro Bandeira


Capa "De punhos cerrados"
Título Original:
De punhos cerrados
Autor(a):
Pedro Bandeira
Origem:
Brasil
Tradução:
Nacional
Editora:
Rocco
Ano:
2005



Faz tempo que este livro esta aqui, parado... Mas a verdade é que eu estava com uma preguiça de escrever sobre ele! Kkkkk Mas hoje eu tomei coragem e vim comentar sobre ele!
Bem, este é um livrinho infanto-juvenil para os momentos “não-estou-a-fim-de-fazer-nada-mas-quero-dar-algo-à-minha-mente”. A história gira em torno de Eduardo, apelidado de Caramujo. Fechado em seu próprio mundo, Caramujo não se relaciona com ninguém da escola... Mas os alunos mal sabem de sua paixão: cavalos, herança de sua mãe que crescera em uma fazenda no cerrado goiano.
Entretanto, um dia sua vida virou de cabeça para baixo quando o diretor chama Caramujo para sua sala e começa a frase com: “Meu filho, sente-se. Precisamos conversar.”. Eduardo logo vê que tem algo errado.
Infelizmente, seus pais sofreram um acidente grave de carro. Eduardo agora estava sozinho...
Ou quase.
Ele passaria a morar com sua avó materna em Goiás em seu grande latifúndio “Encantado”. É claro que Eduardo detestou a ideia e detestou ainda mais quando conheceu o Velho Santinho, um senhor de díade muito simpático e alegre que passará a ser o “mentor” de Caramujo... E colocará um novo apelido nele: Garrote. Entretanto, para piorar a situação, quando finalmente conhece sua avó, Garrote fica surpreso: Nhá Nana, como era conhecida, não lembrava em nada a mãe doce e gentil do menino. Ela era uma mulher cruel e rígida, que não se importava com mais nada além de sua fazenda.
Eduardo terá que enfrentar tudo, até mesmo a própria parenta, para sobreviver nesta nova realidade. Mas claro: ele pode contar com o Velho Santinho, que tem uma paciência impressionante com ele, e com a Ritinha, uma menina doce da fazenda que desperta algo até então desconhecido nele...
 Uma história bonitinha, de pré-adolescentes. Comentei porque o livro é do Pedro Bandeira, meu eterno ídolo, que me despertou o amor pelos livros. A história não é ruim, tem uma boa trama e é criativa. Se você tiver um tempinho, dê uma rápida lida... Em uma viagem de metrô você termina o livro (kkkkkkk).
Bem, meus leitores, esta foi uma postagem rápida. Amanhã trarei outro livro!

Xoxo

Bibi 

7 comentários:

Michele B. disse...

Li esse livro a muitos anos atrás. já tive q ler muitos livros desse autor para a escola

http://lostgirlygirl.blogspot.com.br/

bjos

Gabi Castro disse...

Este foi o ultimo que eu li do Pedro Bandeira... E que inveja da sua escola! A minha nao passava uns livros infanto-juvenis muito bons... =/

bjos

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Esse eu não li, mas Pedro Bandeira faz paerte da minha infância. A droga da obediência, A marca de uma lágrima...Boas lembranças!

Beijos!

Ágata Bresil disse...

É interessante ver leitores que amaaaam livros brasileiros, ainda mais agora que sinto que a literatura brasileira tem se tornado mais forte.

Adorei :) Estou seguindo aqui.

Beijos. Tudo Tem Refrão

Gabi Castro disse...

kkkkk É vdd, Fê! Este autor fez parte dos leitores mirins do Brasil...

Ágata, seja bem vinda ao Abrindo os livros...!!! Espero que goste!!!

xoxo

Bibi

@tainara_meow disse...

Literatura brasileira é sempre importantíssima, sabemos todos disso.
As postagens também estão ótimas, parabéns!
Estou seguindo com muita admiração!
Siga o meu também ;)
http://foolishhappy.blogspot.com.br/
Espero que goste!

xoxo

Gabi Castro disse...

Seja bem-vinda ao Avrindo os livros...!!! Espero que goste do meu blog, eu já sigo o seu!!!

xoxo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...